Record mata novamente o “Cidade Alerta”

Será que o “Cidade Alerta” foi realmente sepultado ou como gato tem sete vidas? Esta é uma das brincadeiras que circulam nos bastidores da Barra Funda desde que o “SP Record” voltou à grade substituindo definitivamente o noticiário que foi ressuscitado para José Luis Datena. Mas tudo deu errado, não saiu como o planejado. O jornalista não ficou na empresa e, sem Datena, o “Cidade Alerta” se mostrou caro e desnecessário. Aliás, infeliz foi a ideia de resgatar um título que já estava desgastado e que remetia o telespectador ao passado. O mundo caminha e ficar muito de olho no passado é sinal de que não há metas para o futuro.

O “SP Record” voltou bem menor para a grade e agora, se nada mudar, ficará no ar das 19h às 20h, entregando o horário para o “Jornal da Record”. É claro que para todos os ajustes os estrategistas recorreram ao “Chaves” da emissora: “Todo Mundo Odeia o Chris”, que fica no ar por 1 hora e meia. Antes, outro absurdo. O “Tudo a Ver”, com a reprise de reportagens e quadros de outras atrações e poucas matérias inéditas, ocupa a grade das 14h30 às 17h30, três horas no ar com o melhor do que já foi exibido.

Em sua reestreia, o “SP Record” fechou com 5 pontos de média, o equivalente a 9% do público. O jornal perdeu para o “Brasil Urgente” (6 de média, 12% de share) e para o “Chaves” (6 de média, 11% de share).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s