SBT tem novo diretor comercial

O SBT deve anunciar nas próximas horas a contratação de Glen Valente para a Direção Comercial. O novo executivo assumirá suas funções ainda neste mês e será o responsável por toda a comercialização e marketing da emissora. Estarão subordinados à direção comercial a diretoria nacional de vendas (Henrique Casciato), diretoria de novos negócios (Jean Teppet), diretoria de operações comerciais (Fernando Fischer), gerência de vendas internacionais (Carolina Scheinberg) e diretoria de marketing.
Glen Valente já atuou na American Express, banco Bozano Simonsen e HSBC. Em 2008, o executivo mudou-se para o México para comandar o marketing da América Latina do HSBC, tornando-se responsável pelas iniciativas de gestão da marca no Panamá, Honduras, Nicarágua, Costa Rica, El Salvador, Chile, Argentina, Brasil, Colômbia, Peru, Uruguai e Paraguai.
* Foto: Lourival Ribeiro/SBT

Anúncios

“Carrossel” é prioridade no SBT e pode ser o início da a revalorização da dramaturgia na emissora

A novela “Carrossel”, que já está em gravação no Complexo Anhanguera, é o atual centro das atenções dos executivos do SBT. Uma das preocupações é garantir qualidade à trama que será uma das principais armas da emissora na guerra pela audiência no ano que vem. Acredita-se que “Carrossel” será uma alternativa aos telejornais, uma vez que deve ser exibida na faixa das 20h por quase um ano. Justamente pelo projeto de longa duração, precisa estrear forte e sem chances de erros.

Ao mesmo tempo em que está atenta a “Carrossel”, a alta cúpula do SBT aproveita para ajustar a equipe de teledramaturgia às novas necessidades da emissora promovendo algumas demissões. Há quem garanta que este é um sinal de que no início do ano os executivos da Anhanguera voltarão a conversar com Nilton Travesso, profissional que é apontado como o único capaz de reestruturar o departamento e criar uma nova marca para as novelas de Silvio Santos.

SBT exibe hoje no Cine Espetacular o filme “O Filho do Máskara”

O Filho do Máskara
O Filho do Máskara – HD
23h00 – Cine Espetacular

O cartunistaTtim Avery está muito surpreso pois será pai de um garotinho que tem os mesmos poderes da máscara de Loki: um objeto mítico que dá a quem usa, os poderes de se transformar no que quiser. O problema é que o próprio Loki está à procura de sua máscara e, consequentemente, da família de Avery.

SBT quer evitar erros de produção em “Carrossel” e pode descartar gravação antecipada

Engana-se quem pensa que já está tudo definido para a produção da adaptação “Carrossel”, que o SBT planeja colocar no ar em março do ano que vem. Mesmo com parte da equipe definida, testes de elenco agendados e previsão de início de gravações para outubro, o cronograma pode ser alterado a partir de orientações que Daniela Beyruti e Íris Abravanel estão recebendo de um importante e experiente profissional do setor. As duas já foram alertadas que a nova versão de “Carrossel” precisa ter crianças mais atuantes e abordar temas presentes na atualidade, como a internet e a indisciplina escolar. Apenas traduzir o texto e seguir com o perfil traçado no original não funcionará. Íris Abravanel, inclusive, já reviu alguns capítulos que estão prontos.

Os mais próximos de Daniela Beyruti garantem que a diretora artística do SBT está disposta a mudar o esquema de produção da emissora e gravar “Carrossel” junto com sua exibição; ou seja, apenas no ano que vem. Se começar a gravar em outubro, quando entrar no ar, a novela terá 4 meses de frente, uma margem que não possibilitará ações para ajustar a trama aos desejos dos telespectadores, correndo o mesmo risco de “Amor e Revolução”. Ou seja, o cronograma previsto inicialmente será alterado mais cedo ou mais tarde. Essas mesmas pessoas afirmam que Daniela Beyruti ainda deseja contratar um diretor de peso que possa atrair atores mais conhecidos para os principais papéis.

Portanto, diante deste cenário, é melhor aguardar o que vem por ai. E tudo o que está acontecendo é um prova de que Daniela Beyruti procura se cercar dos melhores elementos para colocar em ação seu plano de recuperação do SBT.

Nova série do SBT, O Mentalista ficará apenas um mês no ar

Cena de O Mentalista (Foto: Warner Channel/Divulgação)Cena de O Mentalista (Foto: Warner Channel/Divulgação)

Série que estreou ontem no SBT, O Mentalista (The Mentalist) permanecerá por pouco tempo na grade da emissora.

Por enquanto, o SBT só tem o direito de exibir os 23 episódios da primeira temporada. Isso dará pouco mais de um mês no ar. A segunda temporada ainda não terminou nos Estados Unidos. Na TV paga brasileira, está em exibição no Warner Channel. O SBT só poderá apresentá-la a partir de outubro.

O Mentalista é a mais nova tentativa do SBT de recuperar a vice-liderança que conquistou no ano passado, na faixa das 21h, exibindo séries. No início deste ano, a Record tirou a vice-liderança do SBT apostando na mesma fórmula: passou a veicular CSI no horário, justamente quando a concorrente encerrava sua série de maior sucesso, Sobrenatural.

O Mentalista é uma série policial, sobre um charlatão que vira consultor de uma agência de investigação criminal. É a segunda vez que o SBT tenta recuperar o horário com uma série policial. Arquivo Morto (Cold Case) ficou só na primeira temporada, encerrada anteontem. Até a semana passada, marcava 5,1 pontos de média na Grande São Paulo, mais do que Smallville (4,9), mas menos do que Gossip Girl (6,1), Sobrenatural (8,8) e Harper’s Island (7,6).

Edgar Vivar, o Seu Barriga do Chaves, fala ao site do SBT

Na última quinta-feira, 22 de abril, o site do SBT teve acesso exclusivo ao camarim de Edgar Vivar, o Seu Barriga do seriado Chaves, minutos antes de sua participação ao vivo no Programa do Ratinho.

Entre os seguranças e a correria da produção, que se preparava para entrar no ar em pouco tempo, dava para sentir a emoção dos fãs dos personagens da atração mexicana, que lotavam o estúdio.

Pouco antes de ir para a maquiagem, o ator nos recebeu em seu camarim para uma entrevista exclusiva.


Egar Vivar posa nos bastidores do SBT (Foto Lourival Ribeiro/SBT)

Site do SBT – Como é a recepção do público brasileiro?
Edgar Vivar – Já tinha saudade de voltar. É um povo muito, muito carinhoso. Esta é a segunda vez que venho ao SBT e a quinta vez que viajo ao Brasil.

O que você mais gosta no país?
As garotas (risos).

Você prefere o Nhonho ou o Seu Barriga?
Você tem filhos? Perguntar é simples demais (risos). Eu vejo os dois como um único personagem, são extremos da mesma corda. O Seu Barriga foi como Nhonho criança e o Nhonho vai ser como Seu Barriga. Sinto que eles se tocam em muitas coisas. Nhonho pode não ser muito inteligente, mas tem bons sentimentos. O Seu Barriga, acho que a característica principal dele é que ele muito tolerante.

Como é a sua relação hoje com os outros integrantes?
Temos uma relação muito boa  Éramos como uma família. Como em todas as famílias chegávamos a brigar, mas nada que com uma boa conversa nós não resolvêssemos. No meu caso particular, não há nenhum problema com eles. Continuo vendo Chespirito (Roberto Bolaños – Chaves). Quando ele se casou com a Florinda, fui padrinho do casamento deles. Com Maria Antonieta de las Nieves (Chiquinha) eu converso quase todos dias por email. E com o Ruben Aguirre (Professor Girafales), frequentemente saímos para comer. Eu gosto muito de comer, então nós vamos a restaurantes. Ficamos mais de 25 anos trabalhando todos juntos.

Na época em que vocês gravavam, dava para imaginar que o programa faria tanto sucesso?
Não dava para imaginar que o programa faria sucesso por tanto tempo. Fizemos sempre com muito carinho, muita entrega, mas nunca, acredito eu, com a intenção de que isso iria durar. Foi uma consequência lógica da forma como feita. Primeiro, porque Chespirito era muito perfeccionista. Ele era o autor e também o diretor, então, ele tinha muito cuidado. Era tudo ensaiado, tudo muito bem depurado. Acho que foi por isso, é a consequência lógica de tudo isso. Foi o que fez permanecer por tantos anos. É o programa da televisão mexicana mais visto no mundo, em mais de 30 países.

E quando os fãs poderão ver você novamente?

Depois de alguns anos, farei uma telenovela. Estou no elenco de “Matrimônio”, da Televisa.

A Carreira
Edgar Vivar começou como ator de teatro nos anos 60. Embora tenha cursado Odontologia, se entregou à dramaturgia ao receber o convite de Roberto Bolaños para atuar em Chaves, série que faria com que ele ficasse conhecido na pele de Seu Barriga e Nhonho. Paralelamente, o ator participou de peças teatrais até que, em 1992, deixou o seriado por problemas de saúde. Após se recuperar, seguiu viajando com shows da turma do Chespirito (Roberto Bolaños) pelos diversos países onde a atração era exibida.

Nos anos seguintes, além de se dedicar ao cinema – o que incluiu personagens não cômicos -, fez participações em telenovelas e programas de TV não só no México, mas também na Argentina, Bolívia e Brasil. Depois de quase uma década longe das telenovelas mexicanas, o Edgar Vivar volta às telas neste ano em Matrimonios, produzida pelo filho de Roberto Bolaños.

Episódio 5 – The Runner (Redenção)

Episódio 5 - The Runner (Redenção) Lilly investiga o caso de um jovem policial, Sr. Washington, morto em vinte de julho de 1973. Novas evidências surgem através de uma mulher misteriosa e também drogada. A vítima tinha um passado secreto, envolvido com traficantes, agora eles correm atrás do suspeito…